Economia

Publicada em 6 de setembro de 2012 - 17 h 28
Orçamento de Barra Mansa pode chegar a R$ 410 milhões

Um dos desafios do próximo prefeito será o de aumentar os investimentos com recursos próprios, atrair mais recursos da iniciativa privada e dos governos Estadual e Federal 

Barra Mansa 

O jornal Folha do Interior inicia esta semana, uma série de reportagens sobre a economia da região Sul Fluminense. Barra Mansa, Volta Redonda, Resende, Quatis, Porto Real, Piraí, Itatiaia e Pinheiral. A região corresponde com 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado do Rio. O PIB do Estado no ano de 2011 atingiu R$ 488 bilhões e, em 2012, as projeções apontam para um crescimento ainda maior, podendo chegar a R$ 552 bilhões. A economia dos municípios da região representa 1% do PIB do país. Este relatório usou com fontes de pesquisa dados atualizados das Secretarias de Desenvolvimento Econômico dos Municípios, do IBGE, do Tribunal de Contas do Estado e do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas. Os números apontam uma forte expansão da atividade econômica na região Sul Fluminense nos últimos 10 anos puxada pelo crescimento da indústria, construção civil, prestação de serviços e do comércio.

Em março de 2012, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que o PIB per capita no Brasil atingiu R$ 19.016,38. A cidade de Porto Real possui o segundo maior PIB per capita do país com R$ 215.000,00 para cada um dos mais de 16 mil habitantes.

 

Maior parte da população entre 30 e 45 anos

 

Com 549 km² de área, Barra Mansa está entre os municípios com maior extensão territorial do Estado. Com altitude média de 400 m e temperatura de 28°C, faz limite com Barra do Piraí, Rio Claro, Piraí, Volta Redonda, Valença, Quatis, Resende e com o Estado de São Paulo. Barra Mansa tem uma população de 177.861 habitantes, correspondentes a 20,79% do total da população do Sul Fluminense. Observa-se que a população é predominantemente urbana e apresenta uma participação feminina superior à masculina em uma proporção de 93,3 homens para cada 100 mulheres. A maioria da população encontra-se na faixa etária entre 30 e 49 anos, seguida pela faixa de 50 ou mais anos. Barra Mansa está classificado com um índice de alto desenvolvimento humano, ocupando a 6ª posição no critério do IDH estadual (Dados de 2000). O PIB da cidade atingiu R$ 3,51 bilhões em 2009.

 

Evolução do Orçamento Municipal de B.Mansa 

 

Ano Orçamento * em milhões

2009 R$ 275 milhões

2010 R$ 277 milhões

2011 R$ 314 milhões

2012 R$ 355 milhoes

2013 (projeção) R$ 410 milhões 

* Vale destacar que as variações da previsão orçamentária de Barra Mansa pouco evoluíram entre 2009 e 2010, sofrendo uma forte alta de 2010 para 2011 devido aos investimentos estaduais e federais e ao aumento da arrecadação de ICMS, ISS e IPTU.

 

Área urbana de Barra Mansa ocupa 13% de seu território

 

 

Apesar dos mais de 130 bairros distribuídos por regiões, os cerca de 178 mil moradores de Barra Mansa estão ocupando apenas 13% do território, sendo 10% na área urbana e 3% na era rural. Os dados apontam para uma possibilidade de redistribuição de novos empreendimentos e criação de novas áreas residências em Barra Mansa. São mais de 180 km² de estradas vicinais, revelando que a Zona Rural aguarda novos investimentos para se desenvolver.

 

Micros representam 92% da economia

 

Dados de um estudo do Sebrae do ano de 2011 verificou que as microempresas representam 92,4 % do total dos estabelecimentos formais existentes em Barra Mansa e que a maior concentração dessas empresas é verificada no setor de Comércio seguido pelo de Serviços.

 

55 mil domicílios: 27% classe C1

 

Dados do Censo 2010 revelam que Barra Mansa apresenta o universo de 55.668 domicílios, sendo que 27,4% deles são de famílias pertencentes à Classe Econômica “C1” que possuem renda familiar mensal em torno de R$1.400,00.

 

Maiores gastos alimentação e manutenção do lar

 

Os dados apontam que o consumo familiar dos grupos de famílias pertencentes à classe “C1”, predominante em Barra Mansa, pode-se observar a representativa participação dos gastos nas categorias de consumo: alimentação no domicílio, manutenção do lar, bem como com outras despesas. As observações destacadas não esgotam as possibilidades de análise dos dados que mostram o comportamento do consumo local.

 

Déficit habitacional social chega 7 mil moradias em BM

 

Estudos da recém criada Secretaria de Habitação e Interesse Social de Barra Mansa mostram que a cidade precisa construir mais de 7 mil moradias para reduzir o déficit habitacional social (famílias com renda de 0 a 3 salários) na cidade. Hoje, segundo informações da secretaria, estão previstas a construção de 500 unidades para o ano de 2012.

Uma forma de atrair investidores para o mercado da construção civil na habitação social é oferecer incentivos de terraplanagem e infraestrutura para a empresa que aplicar seus recursos em moradias para famílias com renda de 4 a 10 salários. Neste caso, elas seriam obrigadas a aplicar 30% do investimento em moradias de 0 a 3 salários.

 

Novos Investimentos

 

Readequação Ferroviária – O governo federal está investindo cerca de R$ 80 milhões e gerando aproximadamente 200 empregos para o projeto de retirada do Pátio de Manobras da região central da cidade e transferindo as manobras ferroviárias da MRC e FCA para Anísio Braz, no bairro Vista Alegre. A obra deve ser concluída no fim de 2013. 

Hospital do Câncer – Numa operação de R$ 30 milhões, o governo federal e o governo do Estado estão construindo, em anexo a Santa Casa de Misericórdia, o Hospital do Câncer para atender as demandas da região Sul Fluminense. São 30 empregos durante a obra e 80 novas vagas de trabalho com a unidade em funcionamento. 

Zona Especial de Negócios – Através de uma parceria com o governo do Estado, a prefeitura de Barra Mansa está criando a Zona Especial de Negócios às margens da Rodovia Presidente Dutra, próximo ao limite comVolta Redonda. São R$ 6 milhões investidos em terraplanagem e infraestrutura para receber 24 empresas e gerar cerca de 960 empregos. As obras estão em fase final. 

Esgotamento Sanitário – O governo federal está investindo quase R$ 100 milhões para tratar 100% do esgoto da cidade. As obras estão em andamento. 

CD Dogra Raia – O Centro de Distribuição da Droga Raia, localizado num terreno às margens da Rodovia Presidente Dutra recebeu investimentos d grupo Toniato para atender as demandas de logística do grupo. São mais de 300 empregos diretos. 

Bom Gosto – A antiga fábrica da Nestlé, no Centro de Barra Mansa, desativada em 2008, deu lugar a unidade do Laticínios Bom Gosto. Está gerando cerca de 250 empregos diretos e indiretos.

 

CVT – O Centro de Valorização Tecnológica, que começa a ser construído no segundo semestre de 2012, vai abrir o principal polo de tecnologia para o ensino médio, fundamental e superior. Serão investidos cerca de R$ 8 milhões numa parceria entre a prefeitura, governo do estado e governo federal. Ficará localizado no bairro Barbará. 

Nova Rodoviária – Prevista para ser construída num modelo de Parceria Público Privada (PPP), o projeto está em fase final de consolidação do processo licitatório.

CTR – O Centro de Tratamento de Resíduos (CTR) de propriedade do Grupo Haztec, entrou em operação no início do ano e já recebe as mais de 180 toneladas de lixo produzidas por Barra Mansa diariamente. O CTR busca a parceria com outros municípios da região. Foram investidos cerca de R$ 8 milhões até o momento e estão previstos a aplicação de mais R$ 17 milhões nos próximos anos. 

Fase 2 da Readequação Ferroviária – O projeto, que está em fase final de consolidação, vai retirar toda linha férrea da margem esquerda do Rio Paraíba do Sul fazendo a ligação da malha ferroviária da FCA em Anísio Braz. Orçado em cerca de R$ 30 milhões, o projeto ajudará no desenvolvimento dos bairros Vista Alegre, Vila Nova Vila Coringa, Vila Brígida e Roberto Silveira.

Seu nome:
Seu-email:
Nome do amigo:
E–mail do amigo:
 
Comentários
 
Você acha que o Brasil está preparado para sediar a Copa 2014

Sim.
Não.